domingo, 28 de dezembro de 2008

Idéias Vagas

Pra quê tantas palavras bonitas?
Tão cheias de adornos?
Por que esse desejo-verso em demasia?
Versos que se moldam em meus contornos

Qual será o motivo desse feitiço recitado?
Versos, palavras e letras cheias de más intenções
Enganando minha razão, mergulhando-me em superstições
Figuras estáticas que, contraditoriamente, movem meus sonhos
Soando dos meus olhos num tom afinado
Perdidas no tempo, confundindo meus passos

E assim permaneço absorta em um mundo imaginário
Presa a versos cheios de vontade
Movidos por verdades surreais de liberdade
Que transformam meus pensamentos – no contrário

2 comentários:

O explorador disse...

Thamilis, no mundo imaginário é possível tudo. Desde libertar-se dos versos tentadores a transformar seus pensamentos - no contrário.

manoresponsa disse...

Show de bola seu blog... As palavras tem poder e fazem refletir, fazem crescer vontades até entaum adormecidas , podem trazer a propria felicidade...